Cirurgia indicada em casos selecionados para auxiliar no tratamento do ronco e apnéia.

A uvulopalatofaringoplastia é considerada a junção de mais de uma técnica cirúrgica com o intuito de aumentar a passagem do ar na parte posterior da cavidade oral, ampliando as vias respiratórias.

A cirurgia é realizada com anestesia geral e em ambiente hospitalar. O paciente recebe alta no mesmo dia ou no máximo no dia seguinte ao procedimento.

uvolo.jpg

Pode ser feita de maneira isolada ou associada a outros procedimentos, como a sinusectomia (cirurgia para sinusites), septoplastia (cirurgia do desvio de septo), rinoplastias (cirurgia estética nasal), turbinectomia (cirurgia para diminuição dos cornetos nasais) e uvulopalatofaringoplastia (cirurgia para ronco).

Pré operatório:

Antes da cirurgia é realizada uma avaliação geral da sua saúde, com a realização de exames laboratoriais e cardiológicos. Todas as medicações e suplementos usados rotineiramente devem ser informadas ao médico.

Pós operatório:

No pós-operatório da uvulopalatofaringoplastia, a região da garganta se torna sensível, dor, incômodo ao falar e engolir serão comuns.

A alimentação indicada nos primeiros dias é líquida e fria. Ao consumir alimentos gelados, além de minimizar a dor, diminui o risco sangramentos, progredindo para dieta habitual conforme a cicatrização local.

É recomendável e necessário que o paciente faça repouso por uma semana. Após esse período deve retomar as atividades diárias de forma leve. Exercícios físicos de qualquer tipo estão proibidos nas primeiras semanas após a cirurgia, podem ser retomados após liberação médica.

Dra. Paula de Paiva Kasa

Médica Otorrinolaringologista

CRM-SP 152.011 RQE 90795

whatsapp.png